Construção comercial: descubra as maiores tendências do momento

  |   por

Desenvolver um imóvel comercial com o objetivo de investimento é uma decisão muito importante e cada movimento exige uma análise…

Desenvolver um imóvel comercial com o objetivo de investimento é uma decisão muito importante e cada movimento exige uma análise minuciosa, afinal uma ou mais empresas provavelmente irão operar neste espaço por um longo período de tempo. O sucesso de um negócio está diretamente ligado à qualidade de suas instalações e, entre tantas opções disponíveis, podem surgir muitas dúvidas na hora de escolher o tipo de imóvel mais adequado a se construir. O foco deve permanecer na operação do futuro usuário que ocupará as instalações, pois se o espaço físico a ser construído conseguir maximizar os resultados de alguma forma, mais aquele usuário ou empresa pagará pelo aluguel – ou até mesmo pela compra – daquele projeto construído.

Logo, o primeiro passo nesse processo é estar claramente ciente de todas as suas necessidades, prioridades e objetivos com o negócio a se desenvolver, além das suas expectativas de retorno financeiro com esse investimento. São essas demandas básicas que vão orientar toda a concepção e construção do seu projeto.

A maior parte daqueles que procuram esse tipo de construção tem como objetivo a locação para outras empresas. Levando em consideração que a tendência no mercado de imóveis comerciais é que cada vez mais as empresas abram mão de ter uma sede própria e passem adotar o sistema de locação – diminuindo assim a necessidade de investimento e risco da empresa – apostar na construção desse tipo de imóvel ainda é uma opção bastante atrativa para investidores. Ao alugar um imóvel para empresas, as garantias de crédito têm mais qualidade e os contratos firmados são muito mais estáveis que os de imóveis residenciais, podendo se estender em até dez anos, por exemplo. Isso permite, inclusive, que o proprietário do ativo locado faça operações financeiras com os recebíveis e até mesmo com o próprio ativo performando.

Confira abaixo os tipos de construção, com viés de investimento, que estão esquentando o mercado e as vantagens de cada uma.

Galerias

As galerias comerciais concentram uma grande variedade de negócios em um mesmo prédio como os shopping centers, porém em uma escala muito menor, dispondo de uma estrutura mais simplificada. Servindo como um centro comercial de varejo para os mais variados tipos de segmento, as galerias também reúnem prestadores de serviço e profissionais liberais. As várias salas das galerias geralmente funcionam como lojas, mas também podem ser alugadas por escritórios ou até mesmo clínicas e restaurantes, por exemplo.

Entre as vantagens desse tipo de investimento estão em uma rentabilidade estável para o proprietário, pois devida à variedade de inquilinos, dificilmente todos sairiam de uma vez. Também conhecidas como malls, este tipo de espaço costuma ser bastante atrativo para pequenos e médios empreendedores que procuram uma locação, pois optando pelo mall dispõem de conforto, segurança, instalações modernas e muito mais visibilidade do que teriam em uma loja de rua ou em um barracão.

Open Malls

Conceito trazido dos EUA, os open malls (shoppings abertos) têm ganhado muita relevância no mercado brasileiro e já são uma tendência no mundo inteiro. O open mall é a reinvenção dos shoppings centers, onde em vez de um grande espaço fechado, é construído um centro comercial a céu aberto, resultando em um ambiente mais agradável para os locatários e para o público final, além de viabilizar uma redução de custos de manutenção devida à estrutura aberta.

Com áreas de convivência mais verdes e arejadas, esse tipo de empreendimento está diretamente relacionado às tendências de interação do consumidor com o meio ambiente e sustentabilidade, pois favorece o aproveitamento da ventilação e luz naturais, por exemplo, tudo isso sem abrir mão da segurança que os shoppings dispõem. Por serem construções geralmente horizontais, os open malls necessitam de um terreno de grande porte para serem projetados. 

Edifícios comerciais e corporativos

Os edifícios comerciais são prédios também utilizados por empresas e profissionais de vários segmentos, sem ligação comercial ou profissional necessária entre eles. A grande maioria desses edifícios são constituídos de várias salas comerciais independentes distribuídas entre os andares, que podem ser disponibilizadas para venda ou aluguel. Edifícios comerciais são  boas opções para profissionais e empresas pequenas, que não necessitam de grande espaço para operar e têm um fluxo menor de pessoas (funcionários e clientes). 

Como a construção desse tipo de imóvel requer um investimento maior, os edifícios comerciais são uma ótima opção para regiões com uma grande demanda. 

Cada vez mais, os edifícios comerciais também têm abraçado o conceito de sustentabilidade, criando construções mais inteligentes e otimizando processos. Entram nessa mesma categoria os edifícios corporativos, que são prédios construídos com a mesma proposta dos edifícios comerciais, mas geralmente suas lajes ou todo o prédio são ocupados por apenas uma única grande empresa.

Prédios de uso misto

Outra grande tendência que tem se consolidado no mercado imobiliário são os prédios de uso misto, também chamados mixed-use. Esse conceito significa basicamente grandes edifícios que combinam unidades comerciais e residenciais. Nessa tipologia construtiva, você pode encontrar hotéis, consultórios, flats e lojas no mesmo condomínio, por exemplo. É justamente essa variedade de possibilidades que torna esse tipo de investimento atrativo: o cliente conta com bastante comodidade, flexibilidade e tem fácil acesso a soluções nos mais diversos tipos de serviço.

Galpões e edificações built to suit

Entre os produtos que garantem liquidez nas locações, estão os galpões construídos no regime built to suit, isto é, um galpão projetado e construído conforme especificações de um cliente. O formato BTS é uma construção feita sob medida, de acordo com as necessidades apresentadas pela empresa que irá ocupar o imóvel. Neste tipo de projeto, o desenvolvimento dos projetos da obra junto ao futuro locatário tem importância primordial no sucesso de todos os demais processos até a entrega final. Aqui no blog, já falamos anteriormente sobre a importância da coordenação de projetos neste artigo e você também pode conferir este artigo introdutório sobre galpões.

Espaços de coworking

Seguindo a ideia de economia colaborativa, outra grande tendência para ficar de olho são os espaços de coworking. O coworking é um movimento de profissionais que se propõem a trabalhar e desenvolver seus negócios juntos, em um mesmo ambiente. Um espaço de coworking é um amplo escritório ou outro tipo de imóvel que dispõe dessa estrutura necessária para que as empresas e profissionais locatários trabalhem juntos. O espaço pode ter fins comerciais ou não, a grande proposta aqui é o compartilhamento.

Esse conceito tão atual está diretamente ligado às startups e aos jovens profissionais independentes, que orientam seu trabalho por valores como inovação, sustentabilidade, propósito, criatividade e procuram estabelecer trocas de contatos e experiências, além de construir modelos de trabalho mais flexíveis em ambientes mais informais.

Agora que você já está por dentro das principais tendências em construções comerciais, escolha a que melhor atende ao seu perfil de investidor. A Amplus está pronta para acompanhá-lo nesse processo. Além de executar todo o projeto de maneira completa e com excelência, oferecemos uma consultoria completa com estudos econômico-financeiros para garantir a máxima rentabilidade do seu investimento. Clique aqui e invista com a gente!

Alexandre Roger