Acompanhe as novidades e fique por dentro

30
ago

Cuidados com o muro de arrimo

O muro de arrimo ou também chamado muro de contenção geralmente são projetados e construídos para sustentarem cargas horizontais em áreas de declive ou desnível do terreno. Devido à falta de mão de obra especializada nota-se um descuido com a construção do muro de arrimo, muitas vezes sendo construídos sem os devidos estudos geotécnicos (capacidade do solo de suportar carga, neste caso) e sem um projeto de execução, que garantem a sustentação de esforços a que o muro será submetido. Com isso, a chance de ocorrerem desmoronamentos e ruptura da estrutura do muro são muito maiores, principalmente em época de chuva, na qual a água infiltra no solo e diminui sua resistência, além da pressão diretamente aplicada na estrutura do muro de contenção no caso de precipitações mais intensas.

Logo, para se evitar problemas dessa natureza, é essencial ter alguns cuidados na realização do muro de arrimo:

  • Devem ser realizados estudos geotécnicos de viabilização do terreno para a construção, para que assim possa se concluir se o muro de arrimo é a solução mais adequada.
  • Posteriormente são elaborados todos os projetos que envolvem a construção do muro de arrimo, principalmente o estrutural.
  • Se necessário, tem que ser feito um reforço na fundação que irá suportar o muro de arrimo, tomando cuidados com os esforços de peso, cargas horizontais devido ao terreno e também as excepcionais cargas de ordem natural como o vento e a chuva.
  • Logo é decidido qual o tipo de muro a ser construído e o material mais adequado para a construção. Esse pode ser feito com blocos cerâmicos (tijolos – mais usados por terem maior durabilidade e resistência a umidade e o impacto ao longo do tempo), blocos, pré-moldados de concreto e até o concreto armado.
  • É de suma importância uma mão de obra especializada para execução do muro, tomando cuidado para correta verificação de nível tanto horizontalmente quanto verticalmente com a utilização do prumo (instrumento utilizado na obra que consiste em uma linha com um peso preso em sua ponta que ao se soltar, estica a linha e ajuda a conferir o correto nivelamento vertical da estrutura).
  • Além disso, é essencial ser feita uma drenagem pluvial adequada. Essa pode ser feita por meio de pequenos canos de PVC instalados ao longo da parede ou então por uma camada de material drenante entre o solo e o muro, onde o fluxo de água é direcionado a um tubo perfurado que faz o correto escoamento da água. Assim como a drenagem, é importante o muro ter uma espécie de filtro de areia e brita para que a água não se infiltre e represe na parte de trás do muro de arrimo.
  • O muro de arrimo deve ter seus tijolos posicionados de forma horizontal (deitados) e intercalando-os em seus eixos, colocando o bloco cerâmico superior iniciando na metade do inferior e assim por diante. Isso ocorre para que a carga vertical seja melhor distribuída ao longo da estrutura e diminua as tensões de ruptura. Nas partes limitantes do muro, os tijolos que são quebrados ao molde do tamanho necessário são posicionados de forma vertical, já que a resistência principal do bloco cerâmico está nessa direção.
  • Sendo assim, tomando tais cuidados a chance do muro de arrimo ter uma boa durabilidade e evitar problemas de rupturas e desmoronamentos são muito maiores. Lembrando sempre da importância de pessoas especializadas na realização dos projetos e da execução do muro.
  • Compartilhe: