Acompanhe as novidades e fique por dentro

21
fev

Inovações na construção civil? A Amplus participa disso!

Por Bruno Porfírio

A Amplus Construtora, é uma empresa disposta e engajada em inovação e sustentabilidade. Por trás desses princípios está sempre a necessidade de superar as expectativas de nossos clientes. Por isso buscamos criar laboratórios dentro dos canteiros de obras para que possamos experimentar, desenvolver e refinar qualquer tipo de método construtivo que possa ser melhorado. Para isso nós buscamos ajuda e auxílio de instituições renomadas de ensino, como a Universidade Federal de Goiás. Atualmente em uma obra residencial em Goiânia, um prédio de kitnets de dois pavimentos, está sendo desenvolvido, com base em um estudo realizado pela UFG, um experimento de incorporação dos resíduos de EPS (material que seria descartado após a execução das lajes treliçadas) na argamassa de reboco. Um estudo simples que além de reaproveitar um material que em outrora seria descartado, pode promover ganhos de isolamento térmico e acústico para as paredes em que for aplicado.

O DNA da Amplus

A indústria da construção civil é conhecida por possuir materiais e métodos construtivos muito antigos. Para muitos estes não evoluíram nem melhoraram nada no decorrer dos anos. Por exemplo: empilhar blocos e usar algum material cimentício para auxiliar na aderência entre eles é algo feito desde os primórdios das construções com pedra e argila e é basicamente o que é feito hoje com tijolos e argamassa. Mas a verdade é que vários desses métodos e materiais vêm se alterando com o tempo e com as inovações tecnológicas. Cabe apenas à construtora se adaptar ou não as inovações e até mesmo de fazer parte delas.

A Amplus Construtora possui em seu DNA o engajamento com a inovação e a sustentabilidade. Podemos afirmar que somos uma das poucas construtoras de Goiânia que pesquisa, aplica e testa novas tecnologias em suas obras. Para isso, foi preciso criar um laço estreito com as instituições de pesquisa e desenvolvimento. No âmbito regional, nada melhor do que a Universidade Federal de Goiás para auxiliar nesses projetos. Assim, a Amplus se colocar no caminho certo para sempre aprimorar as suas obras.

Nosso laboratório de obras

Como exemplo, temos uma construção de um edifício residencial, a Visual Residence, onde o conceito de laboratório no canteiro vem sendo fortemente aplicado. Uma das inovações testadas nesse laboratório surgiu a partir de um trabalho realizado pela professora Helena Carasek, professora da UFG.

Esse trabalho prova ser viável a utilização de EPS no revestimento de argamassa em paredes de concreto pré-moldadas. O estudo da professora Helena Carasek junto com Paulo Martins Passos e Gabriel Martins Amaral, consiste em analisar a capacidade de isolamento térmico de uma argamassa em que a utilização da areia seja substituída em parte pelo EPS moído, junto com lã de rocha, lã de vidro e vermiculita. Para isso foram testados alguns valores de substituição chegando até a 90% de substituição da areia no traço da argamassa.

A Amplus decidiu buscar a mesma utilização. Porém iremos aproveitar o EPS resíduo da execução da laje treliçada e aplicar o revestimento de argamassa com EPS em uma parede comum, de blocos cerâmicos. Essa substituição busca atingir um maior conforto térmico no prédio residencial. Além disso, também gerou a possibilidade de não descartar o resíduo de EPS e sim reutilizá-lo.

Essa ação, além de melhorar a qualidade da construção, também gera outras consequências positivas. Sem ela, seria necessário um gasto com mão de obra e caçamba para o descarte. Também é considerável a economia com a areia na argamassa.

EPS - Amplus Construtora

Nosso objetivo

O estudo já realizado nas paredes de concreto pré-moldado mostraram um excelente resultado em termos de isolamento térmico. Com essas mudanças que serão realizadas na obra a Amplus, em conjunto com a universidade, pretende chegar a novas conclusões. Será analisada primeiramente a aderência e aplicação da argamassa em paredes de blocos cerâmicos e o isolamento térmico dessas paredes. Também serão abordadas questões de segurança como por exemplo absorção de água pelo EPS dentro da argamassa. Além disso será avaliado se ele emite algum resíduo tóxico em caso de incêndio e contato do fogo com a parede.

Com isso a Amplus Construtora pretende não só melhorar a sua execução de obras tanto residenciais, como lajes comerciais ou galpões, como também aumentar a reutilização de resíduos. Em qualquer obra em que haja a necessidade de parede de alvenaria essa inovação pode ser aplicada. Com isso buscamos impactar todo o mercado da construção civil, com ideias inovadoras e sustentáveis. Isso tudo testando, sempre que possível, dentro de nossas próprias obras.

Se interessou pelo assunto? Preencha o formulário e faça o download do artigo que serviu de inspiração para essa inovação.

  • Compartilhe: