Como fazer um orçamento de galpão

  |   por

Nos mais diferentes setores da indústria, o galpão é uma estrutura que desempenha um papel de muita importância nos processos…

Nos mais diferentes setores da indústria, o galpão é uma estrutura que desempenha um papel de muita importância nos processos de produção. Uma das principais vantagens desse tipo de estrutura é justamente sua versatilidade, a possibilidade de ordenar o espaço interno de diferentes formas. Portanto, o galpão é bastante utilizado tanto para fins de armazenamento, servindo como um depósito para máquinas, materiais e produtos, quanto para a produção em si, como acontece nas fábricas. Esse é um dos pontos que faz do galpão uma grande alternativa de investimento, pois além de gerar um ROI* atrativo, é um ativo que se mantém sempre atrativo para vários nichos de mercado.

*ROI: Return over Investment, ou Retorno sobre Investimento, é o cálculo que indica quanto dinheiro se está ganhando (ou perdendo) ao realizar um investimento.

Por mais que a construção de um galpão seja menos complexa que a de um hospital, por exemplo, uma concepção bem feita e projetos bem desenvolvidos e coordenados, resultam em um produto final de maior qualidade para os futuros usuários e mais rentáveis aos investidores. Toda a orientação do desenvolvimento e produção da edificação deve ser orientada ao negócio, maximizando a razão do retorno sobre o investimento realizado. 

Ao construir um galpão, um orçamento e planejamento bem feitos irão possibilitar que a sua empresa produza mais com menos recursos, de forma mais assertiva. É importante entender que o orçamento, é apenas um produto de todas as decisões tomadas no desenvolvimento dos projetos, ele apenas tangibiliza em números o que foi “desenhado” anteriormente. O orçamento não é da construtora, e sim, do projeto. 

Por isso, falamos tanto da importância da construtora estar envolvida no processo desde a fase de concepção, pois é nela que a inteligência da equipe multidisciplinar se soma e resultam em melhores decisões tomadas e projetos mais eficientes.

O que levar em conta no orçamento de um galpão

O orçamento de obras é um documento que levantará todos os gastos envolvidos na execução de um projeto. Nesse processo, todas as necessidades atuais e futuras devem ser levantadas. Da concepção do galpão ao momento da entrega, todas as etapas serão cuidadosamente analisadas. 

Um orçamento completo exige uma grande quantidade de dados e um conhecimento mais profundo de todos os métodos construtivos que serão aplicados. Contudo, existem vários fatores que podem ajudar você a pensar no seu orçamento agora mesmo. Confira logo abaixo cada um deles.

Tipo de galpão

Via de regra, os galpões têm uma estrutura bem ampla e com bastante espaço livre. Isso confere a esse tipo de edificação uma melhor distribuição de luz e ventilação. Além disso, o espaço interno e amplo facilita a circulação das pessoas e equipamentos envolvidos na operação, assim como também favorece a limpeza e manutenção do espaço.

No entanto, existem diversos tipos de galpão. De acordo com a finalidade de uso, cada projeto irá demandar uma proposta arquitetônica diferente. Porém é possível dividi-los em pelo menos duas categorias principais: galpões in loco e galpões pré-fabricados.

Galpões in loco são os que serão construídos totalmente no canteiro de obras. Normalmente esse tipo de construção é empregada em projetos mais personalizados. Por isso, o custo pode ser mais elevado, apesar de atender mais pontualmente a cada necessidade da empresa.

Já os galpões pré-fabricados são constituídos de estruturas modulares, que são fabricadas previamente fora do canteiro de obras. Depois de prontas, essas estruturas são reunidas e montadas no local. Apesar de ter um design mais limitado, esse tipo de construção costuma ser mais econômica.

Vale ressaltar que estamos passando por uma onda de transformação tecnológica e digital. Isso também está afetando a construção civil, com muita novidade chegando a cada dia, permitindo que hoje as construções pré-fabricadas sejam feitas com maiores maleabilidades de layout. O fato é que cada projeto é único e deve ser pensado de forma individualizada para que se chegue nas melhores soluções, independente da tecnologia construtiva adotada.

Identificando previamente a atividade a ser desenvolvida no galpão, é possível identificar qual será a melhor tipologia construtiva. No contexto do agronegócio, segundo o gerente de orçamento e planejamento da Amplus Construtora, Jhonata Borges, “em geral, a maioria desses galpões são para garagem, armazenamento de equipamentos e de produtos.”

Conheça todos os tipos de galpão.

Projeto estrutural

O projeto estrutural vai determinar as dimensões e os detalhes da estrutura do seu galpão. Isso significa determinar o tamanho do galpão e quantos pavimentos o seu projeto terá, por exemplo. Quanto maior e mais pavimentos tiver o seu projeto, maior será o custo, obviamente. Além disso, um galpão com mais pavimentos demanda até mesmo uma fundação específica.

As particularidades do projeto estrutural irão influenciar não apenas na quantidade de material utilizado, mas também no uso de técnicas diferenciadas em cada caso. Dependendo do tamanho do galpão, algumas coberturas podem ser mais adequadas.

Um outro detalhe importante é que o galpão pode ser aberto ou fechado, dependendo da sua finalidade. Um galpão aberto, por exemplo, é mais útil para o armazenamento de máquinas grandes, que poderão ser manuseadas com mais facilidade. Já no caso de um armazém, o galpão fechado seria mais conveniente, para conservar melhor a mercadoria no estoque.

Conforme nos conta Jhonata, “conseguimos dimensionar o galpão para atender ao cliente e à demanda de espaço que ele necessita, pensando em uma técnica de galpão flexível. Por exemplo: em um projeto onde o cliente solicita um espaço de armazenagem de 1200 metros quadrados e, supondo que o cliente não produza isso, é possível retirar alguns módulos e utilizar apenas 800 m². Assim, dá para aproveitar o restante do espaço para outros objetivos.”

Além de fazer esse dimensionamento, ajudamos os clientes a pensarem na estrutura arquitetônica do galpão de acordo com o seu uso a fim de alcançar maior fluidez para a produção armazenada dentro do galpão de maneira mais ágil, garantindo uma operação com menor custo. Dessa forma, o cliente economiza no momento da construção, nos espaços físicos e na própria operação.”

Materiais utilizados

Ao planejar um galpão para qualquer tipo de negócio, os materiais a serem utilizados vão influenciar bastante o orçamento do projeto. Antigamente, essas construções eram feitas apenas de madeira, uma vez que essa é a matéria-prima mais fácil de se obter nas zonas rurais. Hoje em dia, no entanto, existem muito mais opções de materiais que podem ser utilizados, oferecendo até mais durabilidade, conforto e segurança.

Nas paredes de um galpão de concreto, por exemplo, pode-se aplicar cimento armado, COB, solo-cimento ou outros materiais resistentes. O piso também é outro item que vai constar nessa parte do seu orçamento. No caso do agronegócio, por exemplo, muitos criadores preferem manter o piso de terra na criação de animais, para acolhê-los mais confortavelmente. Já um galpão para armazenar as máquinas agrícolas, um piso pavimentado seria a melhor opção.

Processos complementares

Um dos fatores que jamais pode ser deixado de lado no orçamento são os processos que ocorrem paralelamente à construção. Por mais que um orçamento seja composto basicamente de materiais e mão-de-obra, a grande economia está nos processos anteriores que vão dimensionar esses recursos.

Um exemplo dessa variação é o tipo de fundação, que mencionamos anteriormente. Quanto maior for a carga total da estrutura do galpão, mais resistente a fundação deve ser. Em muitas construções é comum encontrar irregularidades nos terrenos. Caso necessário, a terraplanagem deve ser incluída no orçamento. Se existe algum rio, córrego ou qualquer tipo de fonte fluvial próxima ao local, o desvio ou até mesmo uma drenagem do solo também serão incluídos no projeto.

Além disso, é importante lembrar que a própria elaboração do projeto como um todo tem um investimento.  Atentando-se a todos os detalhes que vão além da construção, o orçamento será o mais tangível e efetivo possível.

Prazo

Um fator determinante em qualquer tipo de obra, o prazo também irá pesar bastante na preparação do orçamento de um galpão. 

Por outro lado, é importante ressaltar que nem todas as etapas possam ser aceleradas e alguns tipos de galpão requerem mais tempo de obra. De toda forma, um prazo bem definido é crucial para montar um orçamento assertivo.

Segundo Jhonata, “hoje temos soluções, dependendo da demanda do cliente, que conseguem atendê-lo em um mês e meio a 4 meses, de acordo com o tamanho do galpão.”

Em resumo, não dá para definir um cálculo exato para a construção de um galpão sem ter todas as informações na mão. Conforme você viu acima, são vários os fatores que irão influenciar no valor final do seu projeto. Para fazer um orçamento preciso e completo, o ideal é contatar uma empresa especializada nesse tipo de serviço, como a Amplus Construtora. Assim, você tem a certeza de que o seu galpão irá realmente atender a todas as necessidades específicas. 

A Amplus é uma construtora referência na construção de galpões e conta com excelentes profissionais, prontos para cuidar do seu projeto da concepção à entrega.

Clique aqui para fazer um orçamento com a gente!

Alexandre Roger