Quanto custa para começar uma obra comercial?

  |   por

Se você deseja iniciar uma obra comercial para fins de investimento, está na hora de se planejar para os custos….

Se você deseja iniciar uma obra comercial para fins de investimento, está na hora de se planejar para os custos. Nesse caso, já adiantaremos a resposta da pergunta: afinal de contas, quanto é preciso investir para começar uma obra comercial?

Depende. Isso porque vários fatores são levados em consideração na hora de montar um orçamento de construção de uma obra comercial – e, sobre isso, falaremos mais detalhadamente no post de hoje. Acompanhe.

Os tipos de obra comercial para se investir

Um dos primeiros fatores a serem levados em conta na hora de levantar os custos da obra comercial é saber qual o tipo de construção. Alguns exemplos mais comuns são:

  • Estacionamento: tanto horizontal quanto vertical
  • Depósitos: um prédio comercial para depósitos de materiais e produtos, sejam para empresas ou pessoas físicas.
  • Lojas: tanto para lojistas físicos quanto para virtuais, que optam por um espaço físico como complemento de seu negócio.
  • Salas comerciais: esse é o tipo de obra comercial mais construído nas cidades brasileiras, juntamente com as lojas.
  • Coworking: espaços de trabalho compartilhado entre várias empresas e profissionais autônomos. Os coworkings vêm sendo tendência no mercado de médias e grandes cidades.
  • Galpão industrial: espaços amplos e que atendem a diversos tipos de empresas.

Para saber quais são as tendências do mercado imobiliário e lhe ajudar a definir o tipo de obra comercial a ser investido, leia aqui.

O que influencia no custo de uma obra comercial?

São muitos os detalhes que devem ser levados em consideração na hora de definir os custos iniciais de uma obra comercial. Por isso, é importante contar com uma equipe especializada para te auxiliar nessa etapa.

Nesse caso, ao contratar uma assessoria, antes de qualquer coisa, ela realiza um pré-projeto para definir detalhadamente a finalidade da sua obra comercial. Nessa fase, uma equipe de engenheiros estuda o terreno onde você deseja construir para atestar a viabilidade do projeto.

Para que seja possível estimar os custos do investimento inicial da sua obra comercial, eis alguns fatores e etapas que são considerados:

Terreno

Exemplo do que será analisado:

  • Características do solo;
  • Necessidade ou não de intervenção;
  • Localização e infraestrutura da região.

Projeto de arquitetura e complementares

  • O projeto de arquitetura deve conter todas as plantas e detalhes da obra comercial, bem como a descrição dos materiais a serem utilizados (e de suas respectivas quantidades).
  • Projetos complementares: instalações elétricas, hidrossanitárias, de internet,
    TV, ar condicionado, gás, etc.

Serviços preliminares

  • Preparação do local;
  • Limpeza do terreno;
  • Montagem do canteiro de obras;
  • Serviços de terraplanagem;
  • Moldes para traçar as formas da obra comercial;
  • Definição dos eixos das fundações.

Fundação

  • Etapa que sustenta a obra comercial e é construída de acordo com o tipo de edificação, solo e carga do edifício.
  • Estrutura e fechamento lateral
  • Estrutura da obra comercial: construção dos pilares, lajes e vigas;
  • Fechamento da obra comercial: levantamento de vedações e paredes.

Cobertura

  • Etapa de proteção da obra comercial, que pode ser construída em forma de laje superior ou telhado.

Instalações

  • Instalações hidrossanitárias: rede de água quente e fria, além de esgoto primário e secundário.
  • Instalações elétricas: passagem de fios, cabos, eletrodutos, tomadas e interruptores.
  • Instalações complementares: gás, internet, ar condicionado, TV, etc.

Revestimentos, esquadrias e acabamentos

  • Assentamento de piso;
  • Regularização de paredes;
  • Proteção das vedações;
  • Instalação de portas e janelas;
  • Instalação de louças e metais;
  • Pintura das partes internas e externas.

Finalização

As formas de contratação de uma obra comercial

Outro fator que determina o custo de uma obra comercial é negociação que é feita com a construtora. Existem duas principais: a contratação por administração e a contratação por empreitada global.

Quando você contrata a empresa por administração, o pagamento é feito a partir de uma taxa preestabelecida e baseada no custo da obra comercial. Geralmente, esse tipo de contrato é feito quando já se tem o projeto, e as obras devem ser iniciadas imediatamente.

Vamos supor que a obra custe R$ 1.500.000,00 e a taxa de administração seja de 15%. Nesse caso, a construtora recebe R$ 225.000,00 – que incluem o planejamento da obra comercial, os impostos, as despesas da administração central e o lucro da empresa.

Quando o contrato é por administração, ambas as partes podem aceitar um limite máximo de custos da obra – o chamado Preço Máximo Garantido (PMG). Se a construtora ultrapassar esse limite, ela sofre uma penalidade (diminuindo a sua taxa de administração).

Se o custo ficar abaixo do PMG, então, ela recebe uma bonificação

A segunda forma de contratação para obra comercial é por empreitada global. Nela, a empresa propõe um preço fechado para a execução da obra, e são acordados a forma de pagamento e o prazo de entrega.

Em ambos os casos, é vital que a construtora esteja aberta para o cliente, ou seja, o mantenha bem informado sobre a obra e sempre esteja à disposição para uma visita. Aqui na Amplus, por exemplo, enviamos relatórios periódicos ao cliente com fotos para que ele possa acompanhar o andamento de cada etapa da construção. Além disso, disponibilizamos acesso a imagens de câmeras em tempo real, que podem ser vistas a partir de dispositivos móveis.

Dicas para iniciar uma obra comercial

  • Antes de construir, pesquise bem as necessidades do mercado da região, avaliando o tipo de estrutura mais procurada e levando em consideração o potencial de crescimento do local.
  • Garanta materiais de qualidade e bons acabamentos para valorizar o empreendimento e aumentar a rentabilidade futura.
  • Tenha um plano de marketing e propaganda do empreendimento comercial que você lançará – dessa forma, os potenciais clientes já vão estar cientes, e aumentam as chances de concluir a obra comercial com os espaços já alugados.
  • Não se esqueça de incluir no projeto da obra comercial três pontos importantes: acessibilidade, estrutura flexível (possibilitando ao locatário realizar alterações de acordo com suas demandas) e fachada valorizada.
  • Se for possível, não deixe de incluir vagas de estacionamento em seu empreendimento comercial, que é um dos gargalos das obras em cidades de médio e grande porte.

Para complementar esse assunto, conheça as principais fases de um negócio imobiliário, e, também quais são os tipos de orçamentos de obras (bem como os principais pontos para a elaboração).

 

E para saber o quanto você realmente precisará investir para começar uma obra comercial, fale agora mesmo com a nossa equipe. Até a próxima!

Paulo Henrique Barbosa
CEO