Steel frame X Wood frame: entenda as diferenças

capa do blog steel frame

  |   por

Você provavelmente já ouviu falar nos sistemas construtivos steel frame e wood frame.  A construção civil procura constantemente por novos meios de inovar e se…

Você provavelmente já ouviu falar nos sistemas construtivos steel frame e wood frame.  A construção civil procura constantemente por novos meios de inovar e se reinventar. Sendo assim, novos sistemas construtivos vão surgindo, oferecendo mais opções e soluções para clientes e construtoras. Pensando nisso, hoje vamos falar sobre as principais diferenças entre o steel frame e o wood frame, além de apontar algumas vantagens e desvantagens de cada sistema. Acompanhe até o final para esclarecer todas suas dúvidas.  

Wood Frame

frente de uma casa construída com madeira, representando o sistema de wood frame
Fonte: Unsplash

Como seu próprio nome sugere, o wood frame é um sistema em que placas de madeiras (geralmente de reflorestamento), com proteção em autoclave contra umidade e cupins, são combinadas com chapas de OSB, que ajudam a reduzir as deformações da madeira. Essa técnica pode ser usada para criar casas e edificações de até 5 pavimentos. 

Esse sistema apresenta algumas características e técnicas próprias. Por isso, o material mais usado e indicado para projetos de wood frame é o Pinus e o eucalipto. Além disso, os painéis são feitos em fábricas, com todas as medidas corretas e só depois são transportadas par ao local da obra, onde ocorrerá sua montagem. É recomendável seguir as orientações da NBR 7190/1997 para o dimensionamento das peças estruturais individuais.  

Além disso, no site do Sienge podemos ver como funciona a estrutura desse tipo de sistema construtivo: 

estrutura do wood frame quando comparamos com o steel frame
  1. Estrutura de madeira tratada
  2. Isolamento térmico acústico
  3. OSB
  4. Membrana Hidrófuga
  5. Placa cimentícia
  6. Gesso acartonado
  7. Acabamento

Vantagens e desvantagens

Mesmo com pouco espaço conquistado no mercado brasileiro, o sistema wood frame possui grandes vantagens, como por exemplo: 

  • Sustentabilidade  
  • Menor quantidade de resíduos  
  • Ótimo desempenho térmico e acústico 
  • Custo mais baixo  
  • Prazo de entrega rápido 
  • Aplicação de diversos revestimentos  

Entretanto, como todos os sistemas construtivos, existem algumas desvantagens ao optar pelo wood frame, como por exemplo: 

  • Necessidade de uma mão de obra especializada 
  • Limite de até 5 pavimentos  
  • Pode existir maior correção no acabamento, devido a superfície rugosa das chapas de OBS 
  • Necessidade de utilização de concreto armado (para contrapisos, fundações ou lajes mistas) 

Por esses motivos, o wood frame ainda é uma novidade no Brasil. Além disso, a cultura do mercado da construção civil em nosso país é apegada a construção em concreto armado e alvenaria, fazendo com que a madeira e outros materiais estejam em segundo plano na hora de construir.  A razão dessa preferência é que a alvenaria consegue ser um sistema não apenas confiável, mas eficaz sob o ponto de vista de produtividade e durabilidade. Entretanto, gera desperdícios como o retrabalho, entulho e uso de excesso de materiais. 

Por fim, os custos para um sistema wood frame podem variar bastante de um fornecedor para outro. Isso porque alguns fatores o acabamento escolhido, a qualidade e a disponibilidade dos materiais e podem ter influência sobre o valor final da obra. 

Steel Frame

estrutura de uma casa que está utilizando o método steel frame em sua construção
Fonte: Google imagens

A princípio, o sistema construtivo steel frame se diferencia por utilizar placas metálicas nas construções. É um sistema formado por estruturas com perfis de aço galvanizado. Além disso, o fechamento dessas estruturas é feito com placas que podem ser de madeira, cimentícias, painéis de alumínio composto ou até drywall

Um dos motivos de sua origem foi a abundância de aço após a revolução do setor metalúrgico dos Estados Unidos e o fim da Segunda Guerra Mundial. O steel frame pode ser utilizado em qualquer tipo de edificação. Entretanto, em caso de utilização de aço leve, pode ser aplicado em construções de até quatro andares.  

De acordo com a plataforma do Sienge, a estrutura do steel frame é dividida em quatro partes: 

Estruturas: os painéis estruturais são produzidos com perfis de aço zincado dobrados a frio. Além disso, a forma como são industrializados é o que diminui o canteiro de obras. 

Fechamento: existem várias opções de fechamento das obras em steel frame. A escolha depende da aplicação da edificação e do projeto arquitetônico. Alguns desses fechamentos são: OBS (Oriented Strand Board), placa cimentícia, OBS + placa cimentícia, painéis de alumínio composto e painéis do tipo sanduíche.  

Você pode ler mais sobre cada tipo de fechamento acessando esse link

Divisórias: as paredes são montadas com painéis de gesso acartonado. A grande vantagem dessa divisória é a facilidade de passar tubulações das redes elétricas e hidráulicas. Além disso, podem receber um isolamento térmico e acústico.  

Cobertura: nesse caso também existem várias alternativas, tudo depende do projeto arquitetônico. As opções mais comuns são: telhas de cerâmica, telhas shingle e lajes impermeabilizadas. 

Vantagens e desvantagens

Assim como em outros sistemas de construções, a utilização do steel frame pode trazer grandes vantagens de início e a longo prazo, como por exemplo: 

  • Leveza, exigindo menos da fundação 
  • Durabilidade de até 300 anos  
  • Redução de resíduos da construção  
  • Obras mais rápidas 
  • Facilidade de execução e manutenção de instalações 
  • Ganho de área (quando comparada a uma planta de edificação em alvenaria)

Além disso, esse pode ser um método bastante interessante para grandes obras, principalmente pelo seu custo. Por ser muito industrializado, quando existe uma escala de fabricação maior, o custo por unidade cai, reduzindo o valor geral da obra. 

Infelizmente, também existem algumas desvantagens quando se trata do uso de steel frame. Por exemplo: 

  • Necessidade de uma mão de obra especializada  
  • Limitação de altura (não indicado para construções com mais de cinco andares) 
  • Dificuldade de substituir os processos tradicionais da construção civil aqui no Brasil 

Vale a pena construir utilizando esses sistemas?

Por motivos culturais, o mercado brasileiro ainda não aceitou totalmente esses métodos construtivos. Isso porque ainda existe uma resistência de profissionais e empresas a utilizar materiais e técnicas diferentes do que já estão habituados. Além disso, ainda temos uma especialização de mão de obra bastante escassa em ambos os sistemas. Isso dificulta e atrasa o processo de adesão desses sistemas construtivos aqui no Brasil. 

Entretanto, existem grandes oportunidades surgindo no mercado que merecem nossa atenção. A construção em steel frame tem sido muito utilizada em projetos com o objetivo de reduzir o déficit habitacional do país. Isso porque são construções de rápida execução, o que possibilita um grande volume de obras entregues em pouco tempo.  

Por fim, esses sistemas construtivos possibilitam a construção de projetos modernos, que chamam cada vez mais a atenção de muitos clientes no mercado. Então, pode ser o momento perfeito para fazer um estudo de viabilidade para obras desse tipo. Se você possui interesse em conversar mais sobre esse assunto ou sobre construções como galpões, prédios comerciais e hospitais, entre em contato com a gente. Estamos disponíveis para tirar todas as dúvidas que possuir!