Construção modular offsite, novidade na construção civil

prédio em preto e branco

  |   por

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo! O mercado de construção civil…

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

O mercado de construção civil está sempre passando por inovações e crescimento. No Brasil, o setor da construção já chegou a representar 7% do PIB (produto interno bruto). Entretanto, enquanto a demanda e a complexidade de projetos como galpões, hotéis e hospitais aumentam, a maneira de construir continua a mesma há muito tempo. É necessário estar apto a inovar, buscar novos métodos, novas técnicas e avaliar a implementação em suas construções. Por isso, hoje vamos falar de construção modular offsite, um novo método de construir que promete acelerar a obra e reduzir os gastos. Será que vale a pena? Acompanhe até o final. 

Construção modular offsite: o que é e como funciona?

Falar em construção modular offsite é falar de industrialização da construção. Assim como o BIM, a construção modular offsite chegou no mercado da construção civil com o objetivo de aprimorar e agilizar o processo de obra. Basicamente, é uma produção de elementos industrializados fora do canteiro de obras (offsite), que depois são transportados e montados em seus lugares definitivos.  

O objetivo principal desse método é que toda a construção, ou parte dela, seja feita na fábrica, em seu local de origem e que, depois de finalizada, seja transportada e instalada para o seu devido uso. Ou seja, os componentes são fabricados em um ambiente controlado, a partir de materiais consagrados (aço, madeira e concreto) e obedecem às mesmas normas e padrões das construções feitas de maneira convencional.  

Dessa forma, o resultado será uma construção com as mesmas características de uma edificação feita de maneira convencional, exceto no quesito qualidade, as construções offsite tendem a subirem um degrau no quesito (e requisitos) de qualidade. Além disso, o processo de construção não sofre interferências por conta do clima e variações na produtividade dos trabalhadores.

Vantagens da construção modular offsite

Existem uma série de vantagens ao adotar o método offsite em sua construção. Podemos resumir em quatro tópicos: 

Redução de prazos

De acordo com uma pesquisa feita pela Terracota Ventures, a construção modular offsite reduz entre 30% e 50% os prazos de uma obra. Isso porque possibilita a execução simultânea de tarefas, ou seja, a mobilização do canteiro e as fundações podem ser executadas de maneira concomitante a fabricação dos módulos. 

Por ter um processo de fabricação padronizado e controlado, a obra se torna mais previsível, o que aumenta a produtividade do processo. Além disso, no caso de empreendimentos concebidos para a geração de renda, a redução de prazos leva a uma melhor modelagem do negócio, pois melhora a taxa interna de retorno e o valor presente do fluxo de caixa descontado, isso pode compensar custos mais elevados com logística e material.  

Infográfico que mostra o cronograma da construção modular offsite
Fonte: Terracota Ventures

Redução de custos

Ainda com base na pesquisa desenvolvida pela Terracota, há espaço para diminuir de 20% a 25% dos custos totais do empreendimento. Projetos com alta repetitividade de processos e elevada demanda por mão de obra em canteiro como por exemplo, casas de moradias populares, acomodações estudantis e hotéis, possuem um potencial maior para redução de custos.  

O motivo? Projetos mais repetitivos favorecem a padronização de elementos. Sendo assim, são melhores para a industrialização. Projetos de construções que mudam muito entre si, dificultam o uso dos elementos industrializados. 

Qualidade

A qualidade da construção convencional é afetada pela habilidade dos operários, pelas condições do canteiro e por outros fatores que estão fora de controle da construtora. Entretanto, na construção modular offsite, os elementos construtivos possuem sua qualidade elevada devido aos processos de padronização. Ou seja, menos dependência e mais controle sobre a construção. 

Sustentabilidade e segurança

De acordo com um estudo feito pela Poli-USP, uma construção convencional gera um desperdício de materiais e mão de obra muito elevado, chegando a quase 8%. Essa dispersão causa um aumento no custo e eleva o impacto ambiental, já que acontecerá um uso desnecessário e não produtivo de alguns materiais. 

Por outro lado, a construção modular offsite tem potencial para reduzir esse desperdício para apenas 1,8%. Enquanto isso, utiliza materiais mais sustentáveis, aumentando a sustentabilidade do setor. Já sabemos a importância em obter Certificações Ambientais, empresas que se adequam às boas práticas ambientais podem fazer da construção modular sua melhor alternativa. 

Além disso, por ter parte do processo de construção feito em fábrica, a construção modular promove um ambiente de trabalho mais seguro, com o auxílio de equipamentos que otimizam o esforço e o consumo de materiais.

Construção modular no Brasil

Existem vários estudos sobre o tamanho de mercado da construção modular que indicam um potencial de crescimento global de 5,75% entre 2020 e 2025. Inclusive, alguns desses estudos apontam o Brasil, China e Japão como locais com maior oportunidade para se desenvolver. Nosso país é caracterizado por um alto déficit habitacional, com uma demanda anual de mais o menos 1 milhão de moradias que não consegue ser suprida mesmo com programas habitacionais do governo. 

Gráfico que mostra o déficit habitacional do Brasil

Entretanto, sobre mão de obra, quando comparamos com outros países mais desenvolvidos, o custo ainda é uma dificuldade para a adoção da construção modular. No Brasil, ainda é muito barato construir de maneira tradicional. Apesar disso, foi observado que, especialmente nos grandes centros, os salários da mão de obra de construção estão em grande elevação. 

Gráfico que mostra o custo da construção no Brasil. Levando em conta mão de obra e materiais

E então, vale a pena investir?

Temos vários exemplos de casos de construção modular que deram certo em outros países e também no nosso. É fato que o mercado brasileiro ainda está no início de seu desenvolvimento, mas levando em consideração o déficit habitacional e os demais pontos que foram citados acima, podemos concluir que é apenas uma questão de tempo para que esse método de construção tome proporções maiores no mercado da construção civil. 

É preciso entender que imóveis modulares possuem um altíssimo padrão e qualidade de acabamento. Existem grandes oportunidades para criação de negócios escaláveis e que resolvam dores relevantes no mercado. Em outros países já existe uma escassez de mão de obra para construção e um grande aumento no preço desse serviço, por isso, pesquisadores acreditam que uma hora ou outra o Brasil sofrerá com as mesmas consequências. Nesse caso, a construção modular ganhará bastante espaço no meio imobiliário.

Por fim, o crescente uso de BIM pode agilizar ainda mais a transição do modelo da construção convencional para a modular offsite. Agora pode ser a hora perfeita para começar a pensar em um projeto envolvendo a construção modular.  

É preciso começar a inovar. Se você tem interesse em discutir algumas ideias sobre esse método ou outros tipos de construções, entre em contato com a gente! A Amplus está há 6 anos no mercado de construção civil buscando sempre por inovação e novas formas de surpreender os clientes. Esperamos por você! 

Sarah Vieira